Make your own free website on Tripod.com

Dúvida: São Três ou Dois Deuses? Um só irmão!

 

Lendo os recentes artigos no adventistas.com me veio a mente uma questão: Quantos deuses existem?

Os que acreditam no dogma católico da trindade, responderiam: um só, mas manifestado em três pessoas distintas, Deus Pai, Deus Filho, e Deus Espírito Santo. Eles não afirmam que existem três Deuses, pois isto seria politeísmo.

Minha dúvida está em como alguém que não crê na trindade deveria responder a esta pergunta.

Entendo pela clara revelação da Bíblia que existe um só Deus identificado como "Pai" e seu Filho unigênito, Jesus.

Jesus como o Filho unigênito de Deus possui os mesmos atributos da divindade, assim como o filho de um ser humano possui os mesmos atributos que lhe fazem igualmente um outro ser humano. Portanto Jesus como Filho de Deus, também é um ser divino (o único de sua espécie), ou em outras palavras, Jesus é Deus, assim como Deus o Pai.

Para não responder que existem dois Deuses, os Testemunhas de Jeová inventaram uma explicação que coloca Jesus como um Deus inferior ao Pai (uma espécie de Deus de segunda categoria). Eles raciocinam que se Jesus foi gerado pelo Pai, não pode ser Deus na mesma plenitude que o Pai que não teve princípio e não proveio de nenhum outro, existindo por Si mesmo. Mas este argumento me parece ser facilmente refutado com a argumentação de que o filho de um ser humano não é um ser humano inferior ou de segunda categoria. Assim como o filho de um ser humano é tão plenamente humano quanto o seu pai que o gerou, assim também entendo que Jesus é tão divino (ou Deus) como o Pai que o gerou. Muito embora, um filho sendo tão plenamente humano quanto o seu pai, sempre será um filho, e portanto, hierarquicamente inferior ao seu pai.

Esta hierarquia entre o filho e seu pai me parece lógica, pois maior é o que gera do que aquele que foi gerado. Não maior em atributos que fazem dele um ser humano, mas maior em questão de primazia ou dignidade. Porém, perante os demais o pai pode conceder ao filho toda a autoridade para representá-lo de forma que a presença do filho seja aceita e reconhecida como a presença do próprio pai.

E agora voltando a pergunta: Quantos Deuses existem? Fico pensando qual seria a resposta mais adequada para aqueles que não crêem na trindade. Um ou dois?

Se Jesus, o Filho unigênito de Deus, é Deus, parece que não estaríamos errados se respondêssemos: dois! Voltando a analogia do pai e filho humanos, se alguém perguntasse quantos seres humanos formam um pai mais o seu filho, responderíamos sem medo de errar: dois!

Mas esta resposta pode incomodar a um judeu que crê que existe somente um único Deus. A Bíblia fala em Deut.6:4: "Ouve ó Israel: O Senhor nosso Deus é o único Senhor" (ou mais precisamente como diz em hebraico: "Yawheh nosso Deus, Yawheh um"). A palavra em hebraico para um é "echad" (único). Por ser a mesma palavra usada em Gên.2:24 (uma só carne), ouvi a explicação que afirma que esta palavra não significa único no sentido absoluto, mas uma unidade advinda de uma perfeita e harmoniosa união com base na igualdade e companheirismo.

Se esta explicação estiver correta, poderíamos afirmar que "Yawheh" (Deus) é um só, mas manifestado em duas pessoas distintas: Deus Pai e Deus Filho. E desta forma me vejo usando para explicar dois Deuses, o mesmo argumento que os trinitaristas usam para justificar três deuses. Isto está correto? (Não estou colocando esta pergunta aqui como um recurso literário para fazer o leitor pensar na resposta, mas minha dúvida é sincera.)

Se o que coloquei acima está correto a resposta para a pergunta: Quantos Deuses existem? Seria: dois!.

Será que um judeu cristão que crê no Filho unigênito de Deus afirmaria que existem dois Deuses. Acho que não!

Como Paulo, que foi um judeu cristão, respondeu ou responderia a esta pergunta?

Lendo os escritos de Paulo e de outros escritores no Novo Testamento (todos judeus cristãos) percebo que eles, mesmo não tendo dúvidas alguma de que Jesus é Deus (ou divino) assim como o é Deus, o Pai, fazem questão de apresentar a Deus, o Pai, e ao Senhor Jesus Cristo, o Filho unigênito de Deus, de forma bem distinta:

Romanos 1:7 A todos os amados de Deus, que estais em Roma, chamados para serdes santos, graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Romanos 15:6 para que concordemente e a uma voz glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

I Coríntios 1:3 graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

II Coríntios 1:2 graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

II Coríntios 1:3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação!

II Coríntios 11:31 O Deus e Pai do Senhor Jesus, que é eternamente bendito, sabe que não minto.

Gálatas 1:3 graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do [nosso] Senhor Jesus Cristo,

Efésios 1:3 Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo,

Efésios 1:2 graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Efésios 1:17 para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele,

Efésios 5:20 dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo,

Efésios 6:23 Paz seja com os irmãos e amor com fé, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo

Filipenses 1:2 graça e paz a vós outros, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Colossenses 1:3 Damos sempre graças a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, quando oramos por vós,

I Tessalonicenses 1:1 Paulo, Silvano e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo, graça e paz a vós outros.

I Tessalonicenses 1:3 recordando-nos, diante do nosso Deus e Pai, da operosidade da vossa fé, da abnegação do vosso amor e da firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo,

I Tessalonicenses 3:11 Ora, o nosso mesmo Deus e Pai, e Jesus, nosso Senhor, dirijam-nos o caminho até vós,

II Tessalonicenses 1:1 Paulo, Silvano e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses, em Deus, nosso Pai, e no Senhor Jesus Cristo,

II Tessalonicenses 1:2 graça e paz a vós outros, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo.

I Timóteo 1:2 a Timóteo, verdadeiro filho na fé, graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor.

II Timóteo 1:2 ao amado filho Timóteo, graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor.

Filemom 1:3 graça e paz a vós outros, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Tito 1:4 a Tito, verdadeiro filho, segundo a fé comum, graça e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Salvador.

I Pedro 1:3 Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,

I João 1:3 o que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai  e com seu Filho, Jesus Cristo.

II João 1:3 a graça, a misericórdia e a paz, da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, o Filho do Pai, serão conosco em verdade e amor.

Judas 1:1 Judas, servo de Jesus Cristo e irmão de Tiago, aos chamados, amados em Deus Pai e guardados em Jesus Cristo,

Apocalipse 1:5 e 6 e da parte de Jesus Cristo, a Fiel Testemunha, o Primogênito dos mortos e o Soberano dos reis da terra. Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados,  e nos constituiu reino, sacerdotes para o seu Deus e Pai, a ele a glória e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém!

Parece que de acordo com a concepção destes judeus cristãos a respeito de Deus o Pai e de Seu Filho unigênito Jesus Cristo, caso lhes fosse dirigida a pergunta: Quantos Deuses existem? Eles responderiam como Paulo:

I Coríntios 8:6 todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por ele.

Quando se trata de Deus, o entendimento dos judeus cristãos primitivos me parece ser que que existe apenas um único Deus, identificado como Deus o Pai. Mesmo eles entendendo que o Filho unigênito de Deus, identificado como o Senhor Jesus Cristo, era igualmente Deus tal qual Seu Pai.

Concluindo: Quantos Deuses existem?

A Bíblia responde: Existe apenas um único Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos.

E esta crença que temos no único Deus, é que nos leva a crer na Sua revelação única feita mediante Seu Filho unigênito, pelo qual existem todas as coisas, e a quem Ele constituiu como nosso Senhor e Salvador.

Gostaria, se possível, de saber sua opinião quanto a este assunto, bem como a opinião do irmão Nicotra.

Um forte abraço,

Carlos

 

 

Olá, Carlos!

A expressão "Deus Filho" não existe na Bíblia e mesmo a expressão "Deus unigênito" de algumas traduções é questionável. Contudo, no momento, estou sem condição de lhe responder mais minuciosamente para que possamos trocar idéias a respeito. Mas creio que este artigo: http://www.adventistas.com/novembro2003/dois_deuses.htm pode ajudar. Se o Nicotra puder nos dizer algo mais, tenho certeza de que o fará. Forte abraço a ambos.

Robson 

 

 

Olá, Carlos e Robson.

Vou colocar rapidamente minha opinião que é muito parecida com a explicação do link sugerido pelo Robson.

A palavra "Deus" assim como a palavra "homem" pode ser interpretada num sentido restrito ou num sentido amplo, abrangente.

Exemplo: Adão era homem. E Eva, era homem? Se usarmos a palavra "homem" num sentido restrito estaremos nos referindo a um adulto do sexo masculino, neste caso Adão é um homem, mas Eva não é! Há outra forma de interpretar a palavra "homem": de forma ampla, abrangente. Neste caso "homem" significa ser humano. "Maldito o homem que confia no homem". Neste caso homem se refere à raça humana e as mulheres estão incluídas ai, pois elas têm natureza humana.

Com a palavra "Deus" acontece o mesmo. Há um só Deus no sentido restrito, e esse Deus é o Pai. Mas costuma-se dizer que Jesus é Deus (agora num sentido amplo) pois ele tem natureza divina.

Por isso Jesus é Deus assim como Eva é homem (no sentido amplo) pois eles têm natureza divina e humana, respectivamente.

No sentido restrito, apenas o Pai é Deus e apenas Adão é homem.

Se eu fui impreciso em algum ponto, podem me corrigir.

Um abração!

Ricardo

 

 

Estimados irmãos Robson e Ricardo,

Li o artigo indicado pelo Robson, bem como a resposta do irmão Nicotra e achei bem interessante a explicação de que Jesus é Deus no sentido amplo da palavra (natureza divina), mas que só Deus, o Pai, é Deus no sentido restrito da palavra. Mas uma coisa ainda me incomoda! Esta explicação me parece ser uma variante dos ensinamentos defendidos pelos Testemunhas de Jeová. Ele dizem que Jesus é Deus, mas não na mesma plenitude que Deus, o Pai. Afirmam que Jesus é portanto, um Deus inferior ou de segunda categoria. Foi justamente este pensamento que fez com que eles apresentassem aquela grotesca tradução de João 1:1: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era um Deus". Fizeram isto justamente para diferenciar a divindade do Pai da divindade do Filho.

Com tal explicação, não poderíamos ser acusados por nossos irmãos adventistas trinitarianos de sermos adventistas jeovistas?

Carlos

 

 

Olá, Carlos.

Não creio neste conceito de Deus superior ou inferior (em natureza). Paulo diz aos colossenses que em Cristo está a plenitude da divindade.

Mas como já disse, creio que é mais fácil compreender o divino partindo da compreensão do humano.

Eva não é um homem (entenda ser-humano) de categoria inferior a Adão, simplesmente por ele ser homem no sentido amplo.

Para compreender Deus, o Pai,  e Jesus, eu parto desta analogia com Adão e Eva. Creio que quando Deus disse "Façamos o homem (raça humana) á nossa imagem e conforme a nossa semelhança", isso significava que a origem do homem e da mulher era semelhante em suas relações com o Pai e Jesus.

Um abração,

Ricardo.

 

 

Amigos,

Creio que a Bíblia não deixa dúvida alguma acerca dessa questão. E se nos perguntarem quantos deuses existem ou em quantos deuses nós cremos, devemos responder com o que está escrito em I Corínthios 8:5-6:

"Porque, ainda que há também alguns que se chamem deuses, quer no céu ou sobre a terra, como há muitos deuses e muitos senhores, todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por ele."

Robson

 

 

Permitam-me opinar

Só a título de esclarecimento, entendo que nós não poderíamos ser chamados de "Adventistas Jeovistas", devido ao conceito que as TJ têm a respeito de Jesus Cristo.

Enquanto nós cremos que Cristo foi GERADO, as TJ entendem que ele foi CRIADO, sendo realmente “o princípio da Criação de Deus” (Apoc 3:14).

É interessante o credo de Nicéia, citado no recente texto deste site  “Detalhes sobre  Constantino que EGW não contou no Grande Conflito.” Acreditamos em um só Deus, Pai Todo-Poderoso, criador de todas as coisas visíveis e invisíveis, e num só Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus, filho unigênito do Pai, que é da substância (em grego "ousias", em latim "substantia") do Pai, Deus de Deus, Luz da Luz, Deus Verdadeiro de Deus Verdadeiro, gerado (em grego "gennethenta", em latim "natum") não criado (em grego "poethenta", em latim "factum").

Um belo começo, mas, depois... todos sabemos da história.

Jarbas

...e a polêmica continua!

Leia também:

Vocês Creem em Dois Deuses?

RETORNAR