Make your own free website on Tripod.com

O espírito Santo, Outro Consolador?

 

Disse Jesus, “se me amais, guardareis meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem o conhece, vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós.”(João 14:15-17) Jesus disse bem claramente que ele enviaria outro Consolador para confortar Seus seguidores depois de Sua partida.

Vamos dar uma olhada em um verso diferente em se que usa a palavra outro. “E o Espírito do Senhor se apossará de ti, e profetizarás com eles e tu serás mudado em outro homem. ... Sucedeu, pois, que, virando-se ele para despedir-se de Samuel, Deus lhe mudou o coração; e todos esses sinais se deram naquele mesmo dia.”(I Samuel 10:6,9) Saul tornou-se outro homem, fisicamente ele era ainda a mesma pessoa. Sua experiência o fez outro homem.

Jesus não terminou a conversa com o verso dezessete. No próximo verso ele explica bem claramente: “Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros”(João 14:18) Jesus disse que Ele voltaria para Seus discípulos como um outro Consolador. Esta é a forma mais apropriada que a Bíblia claramente conta-nos como outro Consolador. A palavra Grega parakletoV (parakletos), traduzida “Consolador” é usada 5 vezes na Bíblia. Quatro vezes a palavra é traduzida por “Consolador” e a outra vez traduz-se por “Advogado”. A bíblia nos mostra claramente aqui QUEM é o Consolador. “Filhinhos meus, estas cousas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos um advogado (parakletos = Consolador) junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo” (I João 2:1) Deus tem claramente revelado que Jesus Cristo é nosso Consolador.

O Senhor é esse Espírito

Espere um minuto, a Bíblia não diz que o Consolador é o Espírito Santo ? (João 14:26) Sim, com certeza. Quem é o Espírito Santo? A inspiração declara: “ Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí está a liberdade, aí há liberdade.(II Corínthios 3:17) o Senhor é esse Espírito, quem ainda é o Senhor? “todavia, para nós há um só Deus, o Pai de quem são todas as cousas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as cousas, e nós também, por ele.” (I Corínthios 8:6) Isto poderia ser expresso em uma equação matemática como a seguir:

Jesus Cristo = o Senhor

O Senhor = esse Espírito

Então: Jesus Cristo = esse Espírito

Efésios 4:4 afirma detalhadamente: “Há um só corpo e um Espírito como também foste chamados numa só esperança da vossa vocação” Há somente um Espírito, e a Bíblia conta-nos que Espírito é nosso Senhor Jesus Cristo, ou mais especificamente o Espírito de nosso Senhor Cristo, que Ele recebeu de Seu Pai. “E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho que clama: Aba, Pai.” (Gálatas 4:6)

O que exatamente é um Espírito? De Acordo com a Concordância de Strong, e mais alguns outros dicionários de Grego, um espírito é uma “mente”. Quando Deus envia adiante o Espírito de Seu Filho em nossos corações , Ele estava enviando à mente, ou pensamentos de Seu Filho em nossos corações. (Deus convida-nos para “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também Cristo Jesus” ) [nota do tradutor: na Bíblia inglesa a palavra sentimento aparece como mind, que significa mente, consciência] (Filipenses 2:5) A mente, ou Espírito, que Cristo tinha, era o Espírito de Seu Pai. “Porque o enviado de Deus fala as palavras dele, porque Deus não dá o Espírito por medida”(João 3:34) Vamos examinar o que a Bíblia nos diz sobre um espírito.

O Conceito Bíblico de “Espírito”

“E Jesus, percebendo [percebeu] logo por seu espírito que eles assim arrazoavam, disse-lhes: Por que arrazoais sobre estas cousas em vosso coração?” (Marcos 2:8) Jesus percebeu (Grego: epiginwskw epiginosko “verbo Conhecer, que é também Entender”) em Seu Espírito. O Espírito de Jesus é onde ele sabia e entendia as coisas. O Espírito de Jesus é a mente de Jesus.

“ E o Espírito (Hebraico: ruwach#7307 na Concordância de Strong) do Senhor caiu sobre mim e disse-me: Fala: Assim diz o SENHOR: Assim tendes dito, ó casa de Israel; porque, quanto às cousas que vos surgem à mente (ruwach), eu as conheço. (Ezequiel 11:5) Neste verso ruwach está traduzido num lugar por “espírito” e em outro como “mente”. Você pode ver claramente que o espírito de um indivíduo é a mente ou pensamento desse indivíduo. (veja também Isaías 40:13, Romanos 11:34)

“com a ajuda de quem proferes tais palavras ? E de quem é o espírito que fala em ti?” (Jó 26:4). Quando nós proferimos palavras, estamos revelando o espírito que temos. Nós temos também o espírito do mundo ou o espírito de Deus, que é o Espírito Santo. “E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção” (Efésios 4:30)

Algumas pessoas sustentam que “o Espírito Santo” e o “Espírito de Deus” são duas coisas diferentes. Como você pode ver no verso anterior, não é este o caso. A Bíblia fala do “Espírito Santo de Deus”. Deus o Pai tem um Espírito. “visto que não sois vós que falais, mas o Espírito de Vosso Pai é quem fala em vós”(Mateus 10:20). Jesus Cristo tem um Espírito. “Porque estou certo de que isto mesmo, pela vossa súplica e pela provisão do Espírito de Jesus Cristo, me redundará em libertação,” (Filipenses 1:19).

O Espírito Santo tem um Espírito? Alguns dizem que sim, enquanto outros dizem que não. Que dizem as escrituras? “O Espírito de Deus” (Efésios 4:30). A Bíblia em nenhuma parte menciona o “Espírito do Espírito Santo”. Por quê disto? Poderia ser que o Espírito é o Espírito de Deus Pai e Seu único Filho gerado? A Bíblia afirma claramente, o Pai tem um Espírito e Seu Filho tem um Espírito, há ainda “um Espírito”. Evidentemente o Pai e Seu Filho compartilham o mesmo Espírito (Santo) enquanto são dois indivíduos separados. Eis a verdade por que eles pensam iguais; Eles tem um Espírito em comum.

O Pai ungiu seu Filho com Seu próprio filho. Então, eles têm o mesmo Espírito. “Amaste a justiça odiaste a iniqüidade; por isso, Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria como a nenhum dos teus companheiros” (Hebreus 11:9).“Porque o enviado de Deus fala as palavras dele, porque Deus não dá o Espírito por medida”(João 3:34). Como está claramente mostrado, o Pai e o Filho compartilham um Espírito. Que tipo de Espírito eles compartilham? Com certeza é um Espírito Santo. A Bíblia menciona diversos e diferentes tipos de Espírito. Lemos sobre “espírito de sujeira”, “espírito do mal”, “espírito imundo”, “espírito de mudez”, “espírito excelente”, “espírito de humildade”, “espírito ferido”, “espírito abatido”, “espírito de arrogância”, “espírito de fidelidade”, “espírito bom”. Todos estes espíritos são distinguíveis pelos adjetivos que os descrevem.

Sabemos que o Pai tem um Espírito, e que o Espírito seja o Santo (Espírito Santo). A palavra “Santo” é um adjetivo em todo caso, se no inglês ou em grego. Espírito Santo” não é um nome, mas uma descrição do Espírito de Deus. Sabemos que Deus, o Pai, tem um nome próprio, que é “YHWH”, também conhecido como “Yahweh” ou “Jeová”, e Seu único Filho gerado tem um nome próprio, que é “Yahshua”, ou “Jesus”. Todavia eu pergunto, qual é o nome do Espírito Santo?

Nosso Consolador

Tempo e espaço proíbem ir mais detalhadamente, mas é um assunto real “Quem é nosso Consolador?” A Bíblia diz que nosso Consolador é Jesus Cristo, único capaz consolar-nos em todas nossas tentações porque Ele foi tentado como nós. “Pois naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados” (Hebreus 2:18) que seja “...Cristo em vós, a esperança da glória”(Colossenses 1:28) “...porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo.”(I João 4:4) Porque Jesus tendo sofrido e foi tentado na sua existência [humana], vem a nós numa maneira diferente de antes, Ele pode ser chamado de “Outro Consolador”. Disse Jesus, “Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros”.

O Espírito Santo era pra vir e convencer o mundo do pecado. “Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:8) “Tendo Deus ressuscitado o seu Servo, enviou-o primeiramente a vós outros para vos abençoar, no sentido de que cada um se aparte das suas perversidades”(Atos 3:26). É Jesus, depois de Sua ressurreição, quem vem a nós para deixarmos o pecado. Você preferia um Ter um Consolador que sabe o que você está passando no vai e vem da vida pois Ele tem estado aí pessoalmente, ou um a quem não pode enfatizar com você?

Alguns talvez digam de imediato, “Jesus chamou o Consolador de “ele”, então ele deve ser alguma coisa mais” não era incomum falar de si mesmo na terceira pessoa na época de Cristo. Você pode encontrar este estilo de expressão no Novo Testamento. “Então , lhes falou Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho nada pode fazer de si mesmo, senão somente aquilo que vir fazer o Pai; porque tudo o que este fizer, o Filho também semelhantemente o faz. Porque o Pai ama ao Filho, e lhe mostra tudo o que faz, e maiores obras do que estas lhe mostrarão, para que vos maravilheis. Pois assim como o Pai ressuscita e vivifica os mortos, assim também o Filho vivifica aqueles a quem quer. E o Pai a ninguém julga, mas ao filho confiou todo o julgamento,” (João 5:19-22). Jesus falou de Si mesmo na terceira pessoa.

Saudações das Epístolas

Quinze de vinte livros do Novo Testamento começam com uma saudação similar, eis uma: “A graça, a misericórdia e a paz, da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, o Filho do Pai, serão conosco em verdade e amor” (II João 3) De todas essas saudações , nenhuma delas menciona uma terceira existência [pessoa]. Só dois são mencionados, o Pai e Seu Filho. Com certeza se houvesse uma terceira existência [pessoa] que é para ser igualmente venerada e adorada, os escritos do Novo Testamento teriam incluído-O nessas saudações, mas ai de mim, não há uma so!.

João explica-nos com quem estamos tendo companheirismo [comunhão]. Ele disse, “O que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo.” (I João 1:3) Com certeza se João era dado a conhecer à um terceiro Deus, ele iria querer que nós tivéssemos comunhão com ele como tal, mas não há menção de uma outra existência. João salienta mais ainda sua posição, “Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho.” (II João 9 ) “Ambos” dois homens, e somente dois. Este de acordo com Zacarias. “E dize-lhe: assim diz o Senhor dos Exércitos: Eis aqui o homem cujo nome é Renovo; ele botará do seu lugar e edificará o templo do Senhor. Ele mesmo edificará o templo do Senhor e será revestido de Glória; assentar-se-á no seu trono, e dominará, e reinará perfeita união entre ambos os ofícios.” (Zacarias 6:12,13)

De acordo [concordando] com o raciocínio Judeu. Disse Jesus, “também na vossa lei está escrito que o testemunho de duas pessoas é verdadeiro. Então, eles lhe perguntaram: onde está teu Pai? Respondeu Jesus: Não me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai.”(João 8:17,18). Se houvesse uma terceira existência testificar-se-ia a seu favor, Jesus não teria hesitado em mencioná-lo aqui.

Declarou Paulo, “Conjuro-te, perante Deus, e Cristo Jesus, e os anjos eleitos, que guardes estes conselhos, sem prevenção, nada fazendo com imparcialidade” (I Timóteo 5:21) Paulo chamou a agência celeste como testemunha na instrução dada à Timóteo. Note quem Paulo chamou como uma testemunha para ele. Deus o Pai, e o Senhor Jesus Cristo são naturalmente os primeiros a ser mencionados, mas Paulo não parou aqui. Ele chamou todos os anjos de Deus para ser testemunhas também. Certamente se Paulo conhecia uma terceira existência que é co-igual com o Pai e Seu Filho, então ele teria mencionado-o neste verso. Ainda mais, não há sugestão de outra existência, que é claro e evidente que Paulo conhecia nada sobre um terceiro deus.

Eu poderia ir além com isto pois há uma abundância de exemplos claros nas escrituras mostrando que “há um só Deus, o Pai” e “um Senhor Jesus Cristo” (I Coríntios 8:6), e não um pantheon de deuses com um Deus principal.

O tema que estamos discutindo é de vital importância. Por favor tire tempo para examinar isto com detalhe. A única maneira que podemos julgar e tomar um decisão justa é pela visualização e colando na balança todas as evidências antes de fazer uma decisão. “Responder antes de ouvir é estultícia e vergonha” (Provérbios 18:13)

Nota do Tradutor: O material presente foi traduzido do inglês, portanto sujeito a imperfeições e críticas por falta de vocábulos e expressões idiomáticas correspondente ao nossa gramática luso-brasileira. Quando a frase estiver em “[colchetes]” está indicando dificuldade de discernimento da idéia principal, quando for uma palavra está indicando em outras traduções

Fonte: Truth Seekers Ministries, HC 64 Box 128 B – Welch, Wes Virgínia 24801 USA Phone: (304) 732-9204 E-mail: berean@smyrna.org ou www.Present-Truth.net.

 

RETORNAR