Make your own free website on Tripod.com

Sábados e Sábados!

 

Sábados e Sábados!

Muitos irmãos que não admitem a diversidade de leis na Bíblia, afirmam que o sábado é cerimonial, estando circunscrito ao cerimonial Mosaico, abolido... E para isso se valem de versículos isolados para  garantirem tal nulidade...Mas, não é isto que encontramos na Bíblia:

O Santo livro faz referencias claras sobre dois sábados  (o cerimonial e o moral); ou seja: um de Deus e outro do homem... Um abolido e o outro eterno (em vigor eternamente)... Um é o Sábado do Sétimo Dia e o outro ocorria em datas fixas do ano como se fora um feriado nacional. Eram os Festivais Sabáticos – Isaias 1:13,14; Oséias 2:11

Os Sábados Morais:

É o dia de guarda estabelecido pelo Deus Eterno, logo após a criação do mundo – pergunto: O que Ele criou no Sétimo Dia? – Separado, Santificado e Abençoado  (Gen. 2:1-3). Sobre este sábado temos diversos textos bíblicos: Êxo. 20:11; 23:12; 31:15; Mar. 2:28; Mat. 24:20; Apoc. 1:10 (João o denominava – o Dia do Senhor!). Isa. 56:6 (Caim?); 58:13

É o único dia Abençoado e Santificado pelo Senhor: “E Abençoou o dia sétimo, e Santificou...”  Gen. 2:3 – Êxo. 20:11; 31:14; 35:2; Deut. 5:12; Jer. 17:22,27; Êxo. 20:20...

         É um “sinal” ou marca entre Deus e seus filhos: “E santificai os Meus sábados, e servirão de sinal entre Mim e vós...”  Ezeq. 20:20 – Êxo. 31:13; Ezeq. 20:12; Apoc. 7:2,3; 9:4...

         Deus os chama de “Os Meus Sábados”: “Guardareis os Meus sábados...”  Lev. 19:30 – Lev. 19:3; Êxo. 31:13; Lev. 26:2; Isa. 56:4; Ezeq. 20:12,13,16; 20:8,16; 23:38; 44:24...

         São também classificados de “Sábados do Senhor”: “...Amanhã é repouso, o santo sábado do Senhor”  Êxo. 16:23 – Êxo. 16:25; 20:10,11; 31:15; Lev. 23:38; Deut. 5:14; Neemias 9:14...

         Agora o ponto mais importante sobre a Lei de Deus, encontra-se  em Êxodo: “Então, disse o SENHOR a Moisés: Eis que vos farei chover do céu pão, e o povo sairá e colherá diariamente a porção para cada dia, para que eu ponha à prova se anda na minha lei ou não (Êxo. 16:4). Percebeu? A Lei e o Sábado eram conhecidos e guardados pelo povo de Deus, muito antes da Lei ter sido dada no monte Sinai... E, ao dar-lhes o “pão”, só tinha uma condição: que guardassem o Seu Santo Sábado! Êxo. 16:25,26. Veja também o verso 28...

Na realidade, a árvore da ciência do bem e do mal, que Deus proibiu tocar (Gên. 2:17; 3:3) representava, no paraíso, as Leis Morais de Deus...

Portanto, não resta dúvida de que o Sábado do Sétimo dia da criação é o quarto mandamento da santa, justa e boa Lei de Deus ( Rom. 7:12). Este sábado foi avalizado da seguinte maneira, por Seu Criador, o Senhor Jesus; “E orai para que a vossa fuga não ocorra   no inverno NEM NO SÁBADO...” ( Mat. 24:20). E arremata categoricamente: “... assim o Filho do homem, até do SÁBADO É SENHOR” ( Mar. 2:27,28).

         Eis, portanto diante de você o santo sábado do Senhor. O selo da criação, que revela e aponta Deus como o verdadeiro e único Criador de todas as coisas. Por conseguinte, este mandamento é parte integrante da Lei Moral, e classificado por Deus como “Dia Santificado”, “Meu Sábado” e “Sábado do Senhor”...

        

Sábados Cerimoniais:

         O tratamento que Deus dá a estes sábados é bem diferente... Pedimos ao Espírito Santo para que você, caro irmão, alcance esta diferença e a faça valer em sua vida...

            Deus os chama de “Os Vossos Sábados” “...duma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso sábado”  Lev. 23:32

         Também classifica o Senhor de “os seus Sábados” “E farei cessar... as suas luas-novas, e os seus sábados...” Oséias 2:11 – Lev.16:29-31; 23:5-8,15-16,24,37,39; 26:34,35,43; Lam. 1:7; Isa. 1:13,14...

         Esses sábados cerimoniais eram em número de sete. Eles tinham uma finalidade: “Eram sombras de coisas futuras”- o sacrifício que Cristo um dia faria... ( Heb. 10:1). Aconteciam durante o transcorrer do ano judaico. Eram datas fixas em dias móveis; data fixa quer dizer um dia de determinado mês. Dias móveis indicam que esse dia podia cair em qualquer dia da semana... Eram chamados de “sábados” por se revestirem de solenidades semelhantes à do sábado do Senhor. Eram como se fosse um feriado nacional...  Lev. 16:31; 23:2 É sábado...”

         Esses festivais sabáticos , como eram chamados, eram os seguintes:

- O primeiro: Páscoa – 15º dia do primeiro mês. Lev. 23:8; Deut. 16:8
- O segundo:  Festa dos Pães Asmos – 21º dia do primeiro mês. Lev. 23:7
- O terceiro: Festa das Primícias (Pentecostes) – 6º dia do terceiro mês. Lev. 23:21
- O quarto: Memória da Jubilação (festa das trombetas) 1° do 7°mês. Lev. 23:24.
- O quinto:  Dia da Expiação (Yonkipur) – 10º dia do 7º mês. Lev. 16:31; 23:27
- O sexto:  1º dia da festa do Tabernáculo – 15º dia do 7º mês. Lev. 23:35
- O Sétimo:     Último dia da festa do Tabernáculo – 22º dia do mês. Lev. 23:36

Saiba mais sobre os Estatutos de Moisés

Realmente há um abismo  entre os dois. O sábado semanal Deus os chama de “os Meus Sábados” e “Santo Sábado”, e o sábado cerimonial, classifica-os de “seu sábado” e “vossos sábados”. O sábado do homem está sempre ligado com cerimônias, expurgação e ordenanças, ao passo que o de Deus está relacionado com um comportamento espiritual e moral; um memorial à criação Divina...

Mas, se ainda resta alguma dúvida leia: “...além dos sábados do SENHOR, e das vossas dádivas, e de todos os vossos votos, e de todas as vossas ofertas voluntárias que dareis ao SENHOR” ( Lev. 23:38). Veja a clareza da expressão divina: “Além... dos sábados do Senhor” Denota-se seguramente a existência de “outros” sábados; ou seja, os sábados cerimoniais.

Irmão(a), o sábado semanal foi instituído na criação, e nele Deus descansou, para nos dar o exemplo... O sábado cerimonial foi criado (com outros objetivos) no monte Sinai, e neste Deus não descansou! O Sábado do 7º Dia é guardado 52 vezes por ano, enquanto que aquele (o cerimonial) era guardado “apenas” 7 vezes ao ano. O Sábado do 7º Dia, foi criado antes da queda do homem, juntamente com a instituição do casamento – sendo, portanto, as duas únicas instituições divinas que nos restam do paraíso – e o sábado cerimonial foi criado após a entrada do pecado no mundo, com o objetivo de preparar a  vinda de Cristo!

Bem, como o sábado do Decálogo não é cerimonial, ele não foi abolido, juntamente com as Leis Cerimoniais; estas sim, cravadas na cruz...

Agora que você tem uma nova visão, analise os próximos textos e verifique a que sábados o apóstolo Paulo se refere:

“Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados( Col. 2:16).

“Um faz diferença entre dia e dia; outro julga iguais todos os dias. Cada um tenha opinião bem definida em sua própria mente.  Quem distingue entre dia e dia para o Senhor o faz; e quem come para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e quem não come para o Senhor não come e dá graças a Deus” ( Rom.14:4-6).

“...mas agora que conheceis a Deus ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como estais voltando, outra vez, aos rudimentos fracos e pobres, aos quais, de novo, quereis ainda escravizar-vos?  Guardais dias, e meses, e tempos, e anos.  Receio de vós tenha eu trabalhado em vão para convosco” ( Gal. 4:9-11).

 Ratificando diferenças entre os Sábados :

A Bíblia faz referência a dois Sábados: o cerimonial e o moral. Ou seja, um de Deus (Moral) e o outro do homem... Um em vigor e o outro abolido. O primeiro é o Sábado do Sétimo Dia, um memorial da criação,  o selo da criação –  Ezequiel 20:12,20 – o outro, ocorria em datas pré-definidas do ano, como se fora um feriado (descanso) nacional... Isaias os denominavam de Festivais sabáticos –  Isa. 1:13,14

Consideremos que o Sábado do Sétimo Dia foi estabelecido por Deus:  Gen. 2:3 – abençoou-o e o santificou-o (o único dia separado, abençoado e santificado por Deus – e isto não foi no Monte Sinai).  Êxo. 20:11; 31:14; 35:2; Deut. 5:12; Jer. 17:22,27; Êxo. 20:20; isto confirma...

Deus o considera como um sinal entre Ele e os homens, Sua criação:  Eze. 20:20 Mais, Êxo. 31:13,17; Ez. 20:12; Apoc. 7:2,3; 9:4.

Ao Santo Sábado, Deus os chamou de “os Meus Sábados” –  Lev. 19:30. Também, Lev. 19:3; Êxo. 31:13; Lev. 26:2; Isa. 56:4; Ez. 20:12,13,16, 20, 24; 22:8,26; 23:38; 44:24...

São também classificados de “Sábados do Senhor”, conforme:  Êxo. 16:23 e Êxo. 16:25; 20:10,11; 31:15; Deut. 5:14; Neem. 9:14, etc.

Percebemos, sem dúvida alguma que o Sábado do Senhor é o quarto mandamento de uma Lei santa, justa e boa –  Rom. 7:12, o qual Cristo o abonou em Mat. 24:20 e afirmou categoricamente que até do Sábado Ele é Senhor ( Mar. 2:27,28), pois é claro, Ele o criou, não para que dele fizesse o que bem querer, mas para que Dele o homem se lembrasse eternamente, já que Ele não muda... “Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos” –   Mal. 3:6. Amém.

 

RETORNAR